Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Anúncios na Expointer destacam o trabalho de repressão da Polícia Civil contra crimes rurais

Publicação:

Coletiva de imprensa sobre o trabalho de repressão aos crimes rurais realizado pela Polícia Civil
Coletiva de imprensa sobre o trabalho de repressão aos crimes rurais realizado pela Polícia Civil - Foto: Rodrigo Ziebell
Por ASCOM Polícia Civil

Na tarde desta quinta-feira (29/08), no Parque de Exposições Assis Brasil, na sede da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac), foi realizada coletiva de imprensa para tratar do tema referente aos crimes rurais, em especial o abigeato.

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, iniciou manifestando o empenho realizado pela Polícia Civil e Brigada Militar nas ações de combate ao abigeato e que o trabalho é de fundamental importância para proteger
O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, iniciou manifestando o empenho realizado pe - Foto: Rodrigo Ziebell

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, iniciou manifestando o empenho realizado pela Polícia Civil e Brigada Militar nas ações de combate ao abigeato e que o trabalho é de fundamental importância para proteger os produtores rurais.

A chefe de polícia, delegada Nadine Tagliari Farias Anflor, destacou o trabalho que vem sendo realizado pelas Delegacias de Polícia de Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato e elogiou o trabalho do delegado André de Matos Mendes, que é o coordenador das DECRAB’s, e dos policiais que atuam na repressão aos delitos desta natureza.

A delegada Nadine mencionou também que, para o mês de setembro, estão previstas as inaugurações da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato de Camaquã, no dia 16 de setembro, e ainda um cartório especializado na investigação desses delitos em Montenegro. 

Já o coordenador das DECRABS, Delegado André de Matos Mendes destacou as patrulhas rurais e também o empenho dos servidores nestas investigações especializadas, bem como o uso da inteligência no mapeamento das cidades e regiões com maior número de ocorrência.

Na oportunidade, também estiveram presentes e participaram da coletiva Leonardo Lamachia, presidente da Febrac, o coronel Mário Ikeda, comandante-geral da Brigada Militar, o deputado Sérgio Turra e representantes da Fetag e da Farsul.

Por fim, as autoridades ressaltaram a queda deste tipo de delito no Estado, que conta com delegacias especializadas em Bagé, Santiago e Cruz Alta, que é muito importante que vítimas dos delitos procurem a Polícia Civil e registrem as ocorrências caso elas ocorram.

Gabinete do Vice-Governador